Gilson Rodrigues
"Por trás das formas", Memorial Minas Gerais Vale, 2016    
"Estrutura sensível 8", série Trauma, 2017  Acrílica e óleo sobre tela  110 x 170 cm
Vista da exposição individual, "Jardins Suspensos", Galeria de Arte do BDMG Cultural, 2016    
"Dano I", 2017  Metal e tinta óleo  109 x 72 x 68 cm
Vista da exposição,    
"Estrutura sensível 1", série Trauma, 2017  Acrílica e óleo sobre tela  100 x 100 cm
1 2 3 4 5 6

Contagem, MG, 1987. Vive e trabalha em São Paulo/SP.

É Bacharel em Artes Visuais pela UFMG e licenciado pela UEMG. Se dedica a pintura e suas interseções com outras linguagens como o vídeo e a instalação. Além de uma intensa pesquisa sobre o próprio fazer pictórico é recorrente a investigação sobre questões ligadas ao tempo, a memória e a paisagem.

Com um trabalho diretamente ligado à história da representação, a produção de Gilson Rodrigues cria diálogos entre a tradição da pintura de paisagem e utensílios domésticos.

Sobrepondo reapresentações de objetos ornamentos, sobre ícones da tradição pictórica, como John Constable e Almeida Junior, termina assim, criando paisagens fragmentadas e inquietantes. Objetos escolhidos devido suas características plásticas que na maioria das vezes remetem a formas orgânicas e muitos destes, ainda guardam a memória de quem os possuiu e em alguns momentos refletem padrões sociais.

Ao deslocar a imagem de objetos comuns, como talheres e xícaras, para o plano da pintura oferece-se ao espectador uma outra maneira de perceber as formas presentes na superfície destes utensílios já silenciadas pelo caos da vida atual.

O artista participou de exposições individuais e coletivas, entre as quais se destacam: “Trauma”, galeria dotART em Belo Horizonte/MG, “Por trás das formas”, Memorial Minas Vale/MG, “Quase paisagem” Fundação Cultural Badesc/SC, “Jardins Suspensos”, BDMG Cultural/MG, “Novíssimos”, Galeria Ibeu/RJ, “ARTE LONDRINA 6”, DaP/PR, 15ª Edição do Programa de Exposições do MARP/SP, “66º Salão Paranaense”, MAC/PR. Foi premiado no VIII Salão de Itabirito/2017 e na 26ª Mostra de arte da juventude/2016 no SESC de Ribeirão Preto/SP, e atualmente trabalha como assistente da artista Sonia Gomes.